terça-feira, fevereiro 16, 2010

VIVER CONSISTE...

http://digital-pixels.blogspot.com/

"Sombra quebrada...... apago a luz para não me cortar nas arestas de cada sombra." (l.Reis)



Ser perfeito até quando assumi seus próprios e indefinidos defeitos. Um convívio intelectual e porque não dizer espiritual. Sensitivo se a exposição for sincera. Mas como saber?! Ousado pela amplitude que quer alcançar. Quando nasce a hipótese uma outra possibilidade precisa ser pensada dando o absurdo lógico da situação. Manipular a opinião apresentada,
bem como a por você sentida .Com o quê considera mais puro e sincero que sua essência é capaz de manifestar. Uma física que é estudada universalmente na sua mais profunda ficção e acidentalmente vem sendo praticada contra toda e qualquer razão. Falar sobre assuntos com seriedade com que pensa neles. Expor o teu gosto mais íntimo sem uma exposição vulgar. Praticar uma educação que não consegue encontrar na rotina vivida. O artista que não se satisfaz apenas com o grotesco perfil cor-de-rosa. A apresentação mais sincera que a humanidade pode experimentar, principalmente pela oportunidade e coragem de usar e tirar todas as máscaras que nunca usou. Uma opinião desconfiada é sempre a primeira tida para o estranho que não procurou conhecer. O imenso umbigo do mundo. O buraco negro da sinergia. A tradução da real e demonstrada da sintonia. Não conquista pela concordância mas sim pelo porque escrito tanto do sim como do não. A energia possível da sensação sendo dividida inconscientemente experimentada por todas e várias gerações, As tênues linhas que riscamos a cada passo dado. Um universo sem idade, sem tempo e nem dimensão , por mais real que seja essa interação. Ter discernimento e manter-se alerta com a interpretação. Direcionar a palavra com significação, não estar por estar, é necessário mais que falar, é necessário pensar. Um veículo que é descoberto a cada instante que o sentimento é sentido com o sentido real. Uma opção sensorial . Muito além disso. Muito e infinitamente nada disso. Tudo isso e mais o que não se quer dizer. Uma opção séria e prazerosa de interagir com semelhantes que apresentem a semelhança que quer compartilhar. A prudência é também mais um das opções apresentadas. Sendo a exceção entre o raro da criação. O mais comum dos seres que por ser tão comum assim, torna-se hoje “a bola da vez”. A genialidade da simplicidade que nem todos conseguem ver, entre esses talvez eu e você.

20 comentários:

expressodalinha disse...

Selena, é sem dúvida isso tudo e o contrário também.

Fernanda disse...

Sê!
Gosto de vir aqui, assim... como hoje vim... sem pressa... sem tempo marcado... como chegar para uma visita de surpresa e ser surpreendida com um cafézinho e sorrisos... muitos sorrisos... jogar conversa fora...
vasculhar tuas crônicas, teus ensaios, secretamente te invejar pela sabedoria, mas declaradamente me orgulhar... é minha amiga !!! ...ficar assim... até que a lua ou o sol... quem chegar primeiro, sopre a alma numa brisa quase que implorando...
- deixe um pouco para a próxima vez!!!
Por isso, sempre volto... porque aqui, me permito estar a vontade!!
Um beijo querida amiga, e parabéns, sempre... muita felicidade!!

Fernanda

Fatima Cristina disse...

Oi Selena,

Já estava com saudades de ler o "Possibilidades"...

Vejo que nem no Carnaval do Brasil você deixa de tentar descrever sobre a "vida"... rsrs...

Você disse "tudo ... e mais o que nnão se quer dizer..." Viver bem certamente consiste em enxergar a "genialidade da simplicidade".

Adorei mais uma vez vir aqui e ler os seus pensamentos em posts.

Beijos!

Selena Sartorelo disse...

Olá Jorge,
É. Sem dúvida a certeza que temos. Muitas dúvidas, rsrsr!!

Beijos.

Olá Fernanda,

Mesmo já tendo te respondido, completo aqui...É muito melhor ainda tê-la por aqui. Escrever é muito isso eu acho. Sentir que quem te leu não é um estranho dos pensamentos que enxerga com olhos semelhantes aos de quem escreve.

ObrigadaAAAAAAA!!!!!!!

beijos,

Olá Fátima,

O que gosto e não gosto...
Não gosto de carnaval. Não gosto de tumulto, nem aglomeração. Não gosto da poluição sonora e descompassada que toca nessa época, mas gosto do feriado prolongado .Esse carnaval eu ouvi Blues Etílicos na tv, Bethovenn e Mozart aqui, e MPB também. Não ouvi um samba enredo sequer, não assisti ao espetáculo que apresenta esse desespero em aparecer.
Mas sabe Fatima, eu gosto de toda essa beleza apresentada, do empenho de todas essas pessoas que fazem por acreditar. Mas em compensação eu não gosto do comércio que o envolve.
Gosto da fantasia e toda essa magia energizante que o Carnaval tem...a sensualidade exposta de tantas formas...A imaginação transformada pelas mãos de quem ama e precisa esse feito realizar.
O que não gosto também é essa exposição desesperada e essa necessidade exibicionista e violenta que existe nessa época. Gosto do espetáculo e dos enredos,(acho-os sensíveis e inteligentes na grande maioria, alguns homenageiam com muita competância a própria criação. Mas não gosto do apelo.
E como não viajei, uma porque meu marido trabalhou, outra porque todos os lugares estão lotados e as estradas também, então, fico, penso e observo de longe como tudo isso poderia ser melhor. Não proibimos as crianças de gostarem, apenas lembro ás elas como o carnaval era bonito em outras épocas. Infelizmente isso não é nostalgia, pois mesmo assim eu ainda não gostava de carnaval.
Não gosto de carnaval.
Você bem sabe e conhece as nossas festas. Temos a festa junina que poderia ser uma festa com a mesma importancia que o carnaval, apresenta a nossa história e os nossos mitos. Crenças tão alegres que temos, mas que com o passar dos anos estão sendo esquecidas e preenchidas de informações que foram inventadas para tapar os buracos deixados pelo esquecimento.
Enfim, acho que é por isso que escrevo assuntos tão distantes do que o que ocorre aqui. O brasileiro tem muito do que se orgulhar. Moramos num país abençoado em tantas coisas e pessoas. Precisamos valorizar um pouco mais a nossa história e o tempo em que vivemos nela. Temos a mania do "Depois eu faço" ou "Isso só a sua vó que vai ver","Prá tudo se dá um jeitinho e esquecemos que o tempo não volta e que a opinião de uma pessoa mais velha é sempre de grande valia. Ha!ha!Paro por aqui se não já viu nérsrsr!!!Não odeio o carnaval, apenas não gosto de algumas coisas.

Obrigada pela visita e por me incluir nos que por você são queridos.

beijos,

Hellag disse...

viver é também arriscar, mesmo nos momentos dificeis...como o que a foto exprime...sem medo de nos magoarmos...excelente a foto e o texto!

Fatima Cristina disse...

Oi Selena!

Desta vez você caprichou na resposta ao comentário. Quase que ficou maior do que o próprio post...rsrsrs...

Selena, eu também não gosto de me meter no tumulto do carnaval, mas eu gosto de assistir os blocos e as escolas de samba. Acho que o desfile transmite uma energia boa e naquele momento as classes se misturam sem preconceito para festejar e brincar o carnaval. Também detesto os nus sem nexo nos desfiles e as performances apelativas de algumas pessoas que se aproveitam da época, sem contar na violência...

Passei alguns dias no Rio até dia 8.2 antes do carnaval e depois voltei para Graz. Pude sentir no Rio o burburim dos blocos já nas ruas e os desfiles de ensaio da escola de samba da tijuca, onde moro (morava). Aqui passamos o carnaval em semana de férias escolares nas montanhas do Tirol. Muito frio, mas um visual belíssimo. Esquiamos (eles como craques e eu sempre no desespero de uma aprendiz) e depois voltamos para casa. Ainda nos resta um pouco de férias para fazermos o que mais gostamos: ficarmos em casa e assistirmos juntos um bom filme com pipoca na sala de estar!

Beijos Selena!
É sempre bom bater um papo via comentários com você!

Sandra disse...

Viver consiste em compartilhar..Viver e ser feliz..Acima de tudo ter o carinho especial, pelas pessoas especiais..
Um lindo texto, vindo de uma linda pessoa.
Amiga,
Ainda quero lhe agradecer pelo carinho, deixado na vitima da quinta..
Desculpe a demora para vim agradecer, embora já tenha feito isso no blog do edu..Mas estou fazendo pessoalmente, via o blog..
Muito obrigada pelo seu carinho..
Sempre é bom ter amigos para nos prestigiar..

Deixo um convite para vim dar uma olhadinha no blog do chico..Confira quem esta lá.
http://olhardireito.blogspot.com/2010/02/3-poema-2fase-ideias-e-liberdades.html
Ficarei muito feliz com a sua presença.
Sandra

Selena Sartorelo disse...

Olá Sandra,

Sabe Sandra, hoje todo mundo é especial,o que me deixa feliz mas também um pouco fustrada por não fazer parte dessa especialidade.
Perdoe-me a sinceridade, mas às vezes gosto do contrário, mesmo sabendo que ele pode ser insosso. Escreveu um texto sobre as mãos eu li e acho que tem muita razão.
Existem várias maneiras do bem comunicar e acredito na que sinto ser a sincera, por exemplo, um bom aperto de mão.

Sou frequentadora da vítima da quinta e lá todos se divertem muito...percebi o quanto você é querida por todos. Parabéns pela caricatura, o Eduardo é um grande artista em minha opinião.

Como disse anteriomente já fui em seu blog. Obrigada pelos convites.

Selena.

peri s.c. disse...

Selena
Nessa vida só há uma certeza : desfilamos ( pouco carnavalescamente ) por um festival de incertezas, eh, eh.

bjs

myra disse...

bom dia, que bem voce escreve!!!! otimo...beijos e obrigada pelo teu comentario!!

Selena Sartorelo disse...

Olá Peri,

Essa é com certeza uma de minhas duvidas rsrsr!!!

beijos,

Olá Myra,

Obrigada Myra... mas nem perto do que gostaria rsr!!!!!!!Não tem o que agradecer, tuas obras são lindas. Beijos

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

Vim conhecer o seu espaço de sonhos e sentimentos.
Encontrei palavras cheias de essências e vidas.
Espaços assim se justificam pela ternura que semeiam.

Que os sonhos te acompanhem sempre.

myra disse...

bom dia, querida Selena, sabe devido à solidariedade de vcs, ontem hoje apesar da chuva, um diluvio e um vento fortissimo, meu humor esta bom!
e repito a imagem e o texto sao otimos!
obrigada e tantos beijos

Fernando Zanforlin disse...

Olá,Sel.
Coisas que temos certeza, o passado já era.
Arrependo-me dos maus feitos, não ligo para essas censuras, sigo em frente. Apresento-me como sou, fraco e extremamente forte, mesmo no escuro guio-me pela Luz.
Ab.

Cristiana Fonseca disse...

Olá Selena,
em primeiro lugar, mil desculpas por sumir do possibilidades, o que é um crime.
Mas voltei e pra ficar.
Ler-te é uma lição que não se esquece, querida vc é a tua escrita, imagino que pessoalmente deves ser encantadora( vi em uma postagem mais embaixo fotos tuas, vc é muito mas muito carismática em todas)como estava dizendo, tua escrita desnuda a tua alma.
Viver é uma sabedoria, escreve-la é outra maior ainda.
Beijos,
Cris

Luísa disse...

Entre uma coisa e outra...balançamos na vida para poder adormecer os dissabores e despertar os bons momentos!
Bela reflexão!Fantástica reflexão!
BJNHS

Selena Sartorelo disse...

Olá Aluizio,

Obrigada pela visita. Obrigada por seu entendimento.

beijos,

Olá Myra,

Se fui solidária foi um gesto involuntário, não posso receber tua gratidão por um sentimento que a ainda não alcancei a extensão de seu significado. Mas fico feliz que conscientemente outros tiveram essa graça e você sentiu-se tão bem acolhida.
Obrigada minha querida amiga. A foto como deve saber é de uma artista que inspirar o escrever pelo olhos tão profundo que tem.
beijos,

Olá Fernando.

Fico intrigada e acho curioso como engraçado a proximidade que tenho com as tuas palavras, ainda mais lendo esse Sel (alguns amigos da vida real/convívio me chamam assim rsrsr!!)...
Continuo a ler o que escreveu...não ás entendo muito. Mas fico aqui olhando para elas sabendo o que mais tem elas a dizer, uma sensação de querer entender.
Visito sempre teu blog mas consegue me calar com tudo o que penso desse entender.
Fala de certezas. Menciona o tempo. As certezas que tive são essas as únicas que dais quais me lembro. O presente é incerto. O passado e o futuro. Uma questão de fé. Coisa que acredito ser preciso para a ciência existir.
Certezas passadas com a rapidez de um pensamento. Tua coragem meio dita com certeza e desprezo pela certeza que tem e inteira entendida por um sentimento imenso que mostra as possibilidades de ser. Que sempre seja. Sem preocupação de agradar, mas ser. Sem dissimular. Gosto de esmiuçar a escuridão. Nela penso ver o interior de uma caverna que um dia devo atravessar.

Beijos e obrigada.
Olá Cris,

Nem pense em se desculpar. Você faz muita falta não nego...Espero sempre que traga mais e mais, e que compartilhe conosco esse tão especial dom que tem. Essa semana escrevi para Ví. Alguém de você precisa conhecer... de especial gosto pela arte e que tem um blog por aqui, Mas que hoje não tem estado tão presente, assim como você. Infelizmente novamente penso apenas em mim. Mas admito que é um egoísmo gostoso sempre querer a arte do outro ver.
Ontem quando li teus elogios fiquei encabulada de verdade...ah menina. Como eu queria ser especial..cresci ouvindo minha mãe me dizer isso...um dia descobri que não era e nesse dia descobri também o quanto era feliz por ser quem eu não sabia que era. Seria grosseria não agradecer...pois confesso de novo que essas são palavras que quero guardar.
Desejo que tuas exposições sejam muito bem sucedidas.

beijos e obrigada por tudo.

Olá Luísa,

Sair do insosso paraíso e viver para o bem. Sem tédio mas com sinceridade. São possibilidades sempre de termos esses bons momentos.

Beijos.

myra disse...

bom dia, minha querida , sabe quero mais...gosto tanto como escreve.
beijos

Fernando Zanforlin disse...

Olá,Sel, com certeza não sabemos os dia de manhã, tenho só uma, algum dia não estarei por aqui.
Se eu pensar qual do todos os que te escrevem e leem será o primeiro a não estar por aqui, me faz reflitir, serei eu?

myra disse...

apenas para desejar um bom domingo, é que gosto muito de te ver...beijos