segunda-feira, setembro 14, 2009

PASSA TEMPO


Um estereograma é uma técnica de ilusão de óptica, onde a partir de duas imagens bidimensionais complementares, é possivel visualizar uma imagem tridimensional. Basicamente deve-se ver cada uma das duas imagens bidimensionais com um dos olhos, gerando-se a ilusão da tridimensionalidade.
Há anos, os estereogramas têm sido feitos sobrepondo-se fotografias com tomadas de ângulos ligeiramente distintos. Atualmente voltaram à fama, graças aos RDS (Random Dot Stereogram), criados com softwares específicos.
Para conseguir enxergar um estereograma, o principal é conhecer o resultado esperado. A idéia é desfocar a vista da imagem, de maneira que ambas as perspectivas sejam captadas. Alguns recomendam olhar o infinito, ou seja, fitar a vista num objeto distante e, sem desfocar, voltar a olhar a imagem. Outros preferem fitar a visão em um dedo sobre a imagem e lentamente retirá-lo, ou observar o reflexo da imagem num vidro, ou olhar a imagem bem de perto e, mantendo o foco, ir afastando a cabeça, de forma que o foco saia do papel até encontrar o ponto ideal. Depende de cada pessoa e sua condição visual. Alguns estereogramas já trazem um auxílio, como dois pontos, onde você foca a sua visão de forma que os 2 pontos se transformem em 3, então a imagem pretendida aparecerá.



01

02





03


04



05





06






07




08



09



10



E para encerrar essa postagem deixo esse texto de Carlos Drummond de Andrade.


"Satânico é meu pensamento a teu respeito, e ardente é o meu desejo de apertar-te em minha mão, numa sede de vingança incontestável pelo que me fizeste ontem. A noite era quente e calma, e eu estava em minha cama, quando, sorrateiramente, te aproximaste. Encostaste o teu corpo sem roupa no meu corpo nu, sem o mínimo pudor! Percebendo minha aparente indiferença,aconchegaste-te a mim e mordeste-me sem escrúpulos. Até nos mais íntimos lugares. Eu adormeci. Hoje quando acordei, procurei-te numa ânsia ardente, mas em vão.Deixaste em meu corpo e no lençol provas irrefutáveis do que entre nós ocorreu durante a noite.Esta noite recolho-me mais cedo, para na mesma cama, te esperar. Quando chegares, quero te agarrar com avidez e força. Quero te apertar com todas as forças de minhas mãos. Só descansarei quando vir sair o sangue quente do seu corpo. Só assim, livrar-me-ei de ti, pernilongo Filho da Puta!!!!




8 comentários:

Marisa disse...

kkkkkkkkkkk

Ah,Selena
Só Drumond e você!!!

Adorei os estereogramaa!Quanto tempo não brincava com eles...

bjus

Chica disse...

Muito legal tudo!beijos,chica

angela disse...

Selena
Hoje resolveu brincar. Brincava com os estereogramas e sem eles também, pra ver as coisas de outro jeito, as vezes de cabeça para baixo. Juntou com o poema do Drummond...acho que quer brincar.
Gostei muito.
beijos

Selena Sartorelo disse...

Olá Marisa, Eu me lembro como essa brincadeira me divertia.

Agradeço muito ter me colocado sentada ao lado de Drummond, eu só não sei se ele iri gostar disso rsrs!!!!!

Beijos,

Olá Chica, Também acho rsrs

beijos,

Olá Angela,

Adoro dar risadas, e hoje recorri ao copie e cole com essa imagens que já me fizeram rir muito. E esse texto que te juro não conhecia, tinha ido procurar "O Caso do Vestido" para reler acredita? E Olha só onde parei...dei tanta risada que queria postá-lo também e quando fui procurar uma imagem que combinasse com esse texto caía no óbvio então acabei encontrando essas que já conhecia e que é uma divertida brincadeira.
Que bom que gostou.

beijos,

Selena

Maria Augusta disse...

Selena, não consigo visualizar estes estereogramas, tentei todas as técnicas rs. Adorei o poema do Drummond, é isso mesmo que um pernilongo nos provoca.
Um grande beijo.

Regina d'Ávila disse...

Adoro estes estereogramas...acho fantástico...
Passeio sempre pelos "olhos mágicos" na web..
Mas, juntar Drummond, foi sensacional...
Pernilongo...FDP..kkkkkk
Super beijos,
Regina.

Selena Sartorelo disse...

Olá Maria Ausgusta,Tenho certeza que iria se divertir, mas fiquemos então com o poema que e muito bom mesmo.
beijos,

Olá Regina d'ávila, A intenção era essa interação de artes diferentes porém com a mesma intenção, que bo que gostou!.

Beijos

myra disse...

ficou lindo!!!!
mais um beijos