segunda-feira, abril 13, 2009

A NOVENA - segunda parte - (o reencontro)



...Fiquei ali com aquela senhora sentada bem ao meu lado – pensava como era bom viver nessa mesmice e ter tanto afinco em coisas que eu achava tão abstratas, mas logo depois lembrei-me o verdadeiro motivo da minha ida até lá, e lembranças conscientes me vieram a mente...momentos em que meu peito se enchia de saudades , sentimentos de realização...outros de absoluto fracasso..momentos de paixão que comungava de corpo e alma...momentos de contradições e incertezas, tudo me ocorria ali...mas não posso nem tentar negar que o que tomava conta de mim naquele momento era uma felicidade que parecia explodir quando em minha mente aparecia os rostos e sorrisos daqueles que concebi e que eles eram indiscutivelmente incondicionais a minha existência e a contínua procura do sentimento pleno de paz. Ainda , uma vontade branda e feliz me impulsionava esperando se realizarem todos os sonhos que habitam meu ser.

Achei suficiente meu tempo dedicado a reflexões pessoais, e movimenta-me para sair, quando dei de encontro com as senhoras que começavam a chegar para a tão comentada novena das terças-feiras.
E qual não foi ainda minha surpresa..fui reconhecida por algumas delas, afinal já havia morado ali...E naquela pacata cidade aquele momento merecia uma atenção diferenciada...por alguns minutos tornei-me atração e novidade.
Como é próprio daquelas pessoas, após uma calorosa acolhida conversávamos como se eu estivesse sempre morado ali e nos comentários e narrativas entusiasmadas, fofocas bem ditas, acenavam para mim como se eu soubesse exatamente de quem elas falavam.

Os homens não participavam das novenas...esse era um momento dedicado apenas as senhoras...
Começa a novena e uma linda introdução era dada á ela...falava-se da aproximação dos dias das mães e todo o significado religioso que aquela data possuía.
Lembraram da falecida Dona Sophia que foi a catequista que eu substitui em minha primeira experiência como catequista também...Já tinha sido avisada de seu falecimento, fato que não causou-me surpresa, pois em nossa idas para a igreja ela sempre falava-me de sua enfermidade e os dolorosos procedimentos que ela precisava ter para manter-se viva...naquele momento voltei no tempo, e recordava de uma frágil senhora que tempos atrás tanto me ensinava sobre a vida...e que ela mesmo fazia a despedida da sua...


continua...

8 comentários:

Laguardia disse...

Amigos.
Não sou jornalista nem escrevo bem.
Sou aposentado, recebendo do INSS e tendo o IR descontado na fonte. Não recebo as benesses de nosso apedeuta mor que tem pensão do INSS acima do máximo, isento de Imposto de Renda por se achar perseguido político, ou melhor, por se anistiado político.
Luto com as armas que tenho que é um blog, como forma de desabafar ao ver tanta roubalheira, falta de ética, falta de honestidade e principalmente falta de vergonha na cara desta quadrilha que tomou de assalto o Palácio do Planalto.
Quero convidar os amigos a participarem da minha forma de protesto, o blog Brasil – Liberdade e Democracia - http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/.
Se não levantarmos nossas vozes em protesto o que será deste país para nossos filhos e netos?
Agora é a hora de lutarmos por uma pátria livre democrática, e sobre todo com governantes honestos e éticos.

Selena Sartorelo disse...

Sr de Laguardia,

Seja muito bem vindo e felicito-me em saber que não és jornalista, pois se o fosse felicitaría-me tanto quanto.
Se escreves bem ou não deixe que seus leitores lhe digam, pois a mim tens além de muito fundamento seus argumentos, tem ele escrita excelente.
Sim concordo com o que diz sobre nossos governos e é com essa arma que precisamos mudar isso.
Ensinar nossos filhos os verdadeiros significados das palavras ética e honestidade.

Vou linka-lo se permitir... e se não for para participar de manifestações muito violentas rsrsr fisicamente, eu serei sempre uma pessoa com a qual poderá contar para mudar essa situação

Abraços,
Selena

Silvares disse...

A Páscoa oferece sempre momentos de nostalgia.

Selena Sartorelo disse...

Olá Silvares,

Haja as montanhas e vales e tudo o que nelas podemos ver...além até da tela do nosso próprio pc...Relatos, poemas, reflexões, fotos, arte e informação e tantos textos que refletem essa maravilhosa energia divinamente humana.
beijos,

Adolfo Payés disse...

Precioso, y aquí me tendrás esperando lo que sigue.

un gusto siempre leerte, saludos fraternos con mucho cariño.

un beso y abrazo inmenso lleno de ternura

Selena Sartorelo disse...

Olá meu querido amigo
Artistas das palavras
Artistas das imagens
Que sempre me honra com visitas tão delicadas.
Obrigada pela sua ternura comigo...e aguarde pois essa foi uma longa novena rsrsr

beijos,

Marco Félix disse...

Aqui é um lugar aprasível.Pode não ter um lanche rápido para atender as visitas.....mas com certeza estas saem daqui com sede do retorno.A variedade leva à possibilidades.
Marco Félix

Selena Sartorelo disse...

Olá Marco...fico muito feliz que esteja aqui, que bom que tenha gostado...sabe o tanto que gosto de escrever...é claro, estou apredendo, mas estou achando tudo maravilhoso e quem sabe eu não aprenda né meu amigo.

Seja muito bem vindo,
beijos,