segunda-feira, agosto 31, 2009

SÉRIA SINCERIDADE

Na toada da palavra
Agressiva ou delicada
Inteligência ignorada
Cantiga destinada
Ousei um entender
O ouvir e perceber
Necessário absurdo
Enxergar sem ver
A conveniência
O querer
Arrogar a presunção
A valia do pensar a própria opinião
Maldizer ou bendizer
Não é esta a questão
A tal interpretação
Sem lema
A séria e real significação
Nada!

32 comentários:

Cristiana Fonseca disse...

Olá Selena,
Lindo teu poema ,deu a este desenho uma luz especial.
Amo tua escrita, me sinto orgulhosa que um simples desenho possa ilustrar palavras tão divinas.
Beijos,
Cris

Selena Sartorelo disse...

Beijos e obrigada...e mais uma vez curvo-me a você que merece sim ser sempre elogiada.
Tua humildade é real, sem inveja nem baixo astral, faz-me sentir essa alegria sem limite com ousadia.
Não sou artista
Nem cartunista
Muito menos desenhista
Escrevo sem ser letrada
Faço se inspirada
Levo até muita porrada
Perdão não fui educada...
Arrisco nesse espaço
Alguma coisa sentida
Quem derá fosse engraçada
Que nada!
Sou mais uma intromedita
Num pouco de tudo indo pro nada
e até equivocada.
Encontrei nesse pedaço
Logo quando disse que não o faço
Mas não resisto a esse branco
Pedindo prá ser rabiscado
escrito e até quem sabe
por mim pensado.
Paro nessa questão
De tanta explicação
Já fiz tanta confusão
Só por ter opinião
Esqueço qual é o lema
Agradar é a questão
Sou meio assim desse mal jeito
Sem nenhuma má intenção
Falo demais da conta
Não obrigo e nem culpo
faço isso consciente
Entre toda essa gente
Esse é fresco sem correção
Escrito na inspiração
No espaço fui entrando
Sem linceça fui criando
Nada de muito inteligente
Nem é dado ao irreverente
Para esse povo de sangue novo
Dou meus votos de alegria
Que tudo de novo é bem vindo
E que tudo seja lindo
Com ou sem opinião
Não faço prá agradar
mas não quero confusão
nessa tal contradição
Falo só prá repetir
um pensar sem reprimir
Odeio agressão
Noutra hora continuo...e arrisco outro dia
quem sabe não realizo sim
uma boa melhoria
nessa coisa mal escrita em cima do trabalho e da arte da verdadeira artista.
Sou meio sangue-sunga...preciso da tua imagem para pensar minhas palavras.
Sabe bem o que te digo
É de fato abençoada
Minha querida e estimada
desenhista tão louvada.

beijos com muito carinho e de novo obrigada.

Luísa disse...

Mas que singular capacidade de dizer o sentir e sentir o que se diz!
Fantástica!
Beijinho terno, nobre senhora!

Selena Sartorelo disse...

Olá Luíza,

Faço minhas as tuas palavras,
obrigada com todo o carinho, adorei o nobre senhora, não mereço mas me lisonjeia e envaidece...perdoe-me o pecado mas esse prazer foi inevitável rsrsr!!!!

Beijos nobres, de uma senhora nem tão nobre assim, mas cheia de boa intenção mesmo sem muita noção dessa coisa que se chama razão. Sou mais esse sentir puro. A melhor sensação a verdadeira emoção.
Uma séria e sincera diversão.

beijos

Chica disse...

Teu modo de se expressar é fantástico!Lindo!beijos,chica

Selena Sartorelo disse...

Olá Chica...sorrindo, mas não melhor que o seu de comentar. Sem exagerar ouvi um sorriso daqui.

beijos e obrigada.

Laguardia disse...

Off Topic

Ola

Em conjunto com o Blog o Mundo by Thaís, estamos lançando uma campanha de protesto virtual para o período de 07 a 20 de setembro.

Gostaríamos muito de contar com a sua participação e a dos seguidores de seu blog.

Esta é uma campanha de todos os brasileiros patriotas e não de um ou outro blog.

A campanha é de todos nós que queremos um país melhor para nossos filhos e netos.

Detalhes em http://omundobythais.blogspot.com/ ou http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/

Divulgue esta idéia.

O Brasil mais do que nunca precisa de você!

Cristiana Fonseca disse...

Querida Selena,
vc tem uma inteligência maravilhosa, menina me deixou sem palavras no teu comentário ai em cima.
o teu lápis baila sobre a folha em branco e executa uma obra única, cheia de sentimentos.
Beijos,
Cris

P.S. teu poema vai pro meu blog, bem do lado do desenho. Peguei sem pedir, se não puder me diga tb.

João Menéres disse...

SELENA

Tens um dom fantástico: escrever da mesma forma como as bailarinas pisam o palco, de tão leve que até parece nunca o tocarem, embora interpretem as mais maravilhosas coreografias!
É,que tu, escreves com uma desenvoltura plena de uma desprendida intelectualidade. Essa, a grande dificuldade para tantos outros, que têm de dar quatro voltas ao mundo, pensando que irão alcançar uma escrita alegre, facto que tu fazes com uma facilidade espantosa e que tanto nos cativa.

Beijo grande.

CRISTIANA

A tua criação é óptima: da luz tudo nasce!

Um beijo com a minha admiração.

Selena Sartorelo disse...

Olá Cris,
Fico sim mais é muito honrada com isso na verdade sou eu de novo a presenteada.

Beijos e muito obrigada.

Olá meu estimado amigo João,
Vê-lo por aqui é demais prô meu coração, sempre penso cadê o João? Tenho vontade mas vergonha de pedir que venha me visitar, pois tua opinião vale muito pelo respeito e consideração e quando ganho surpresas e palavras tão queridas, fico ainda mais comovida pois não me sinto merecida, o que me deixa com certeza emocionada.

Beijos e mito obrigada.

João Menéres disse...

SELENA

Bem sabes como gosto de ti e do que e como escreves!

O tempo é que não estica quanto eu desejo...

Mais um beijo pela tua Amizade.

Selena Sartorelo disse...

Olá Laguardia,

Obrigada pelo convite e pelo aviso.

abraços,

Selena Sartorelo disse...

JOÃO,


Aqui temos uma música linda que deve conhecer que diz assim...Amigo é coisa prá ser guardar do lado esquerdo do peito...

Obrigada de coração.

Beijos

Georgia disse...

Serena, você baila com as palvras. Lindo!
Selena, quanto ao seu comentário sobre meu post, eu tb educo os meus filhos assim, esclarecendo, prefiro que eles têm medo do que muita ousadia de pensar que isso nao irá lhes acontecer. Minha mae, tb falava muito com todos nós sobre isso e que deveríamos tomar muito cuidado sempre. Melhor é o zelo do que a falta dele.

Um grande beijo

Selena Sartorelo disse...

Olá Georgia, agradeço tuas palavras.

E mais uma vez parabéns por abordar um assunto tão sério quanto o que apresentou em seu blog.

beijos,

Lunna disse...

O teu poema tem um ritmo próprio que nos conduz a uma fina caminhada, passo a passo, numa marcha que vai gostando de ser, vai se permitindo ser e quando a gente se dá conta se percebe dentro de um comboio, com sabores e cheiros de infância...
Sem lema ou sem leme? Ao comando do vento, solto, como folha de árvore do alto, quase tocando o céu...
Bravo carissima

Ps. E quanto ao diário, acho que notas se fazem quando é desejo porque a palavra pede um verso, uma frase. "Põe um pouco de magia em tudo isso aí" dizia Vinicius e a gente vai colocando aos poucos, um punhado aqui, outro ali e qdo vê, se fez um poema de meia estação. Vai saber porque chamaram isso de diário, não é mesmo?

Selena Sartorelo disse...

Olá Lunna,

Não o tinha lido por aí
mas gostei muito do que li.
Um pouco disso aí
outro pouco disso aqui.
Obrigada por sentir
tão bem o teu dizer
e mais um tanto de bom
esse teu sincero saber
Isso eu chamo
mas é sim
de perceber.

Quanto ao tema do diário, que bom que você leu, tive que voltar para reler para lembrar e constatar o por que desse pensar.
Perdoe-me pelos erros cometidos, mas é sempre assim, acabo me empolgando e publico sem a devida correção, não é falta de respeito, mas sim minha falta de atenção.
Brinco às vezes dizendo que fico "cronicamentando", pois quando vejo já se deu mais linhas por ficar tanto tempo escrevinhando.
Mas é um pouco disso e daquilo também. Vai saber!!!
Alias se souber pode dizer.
Essa coisa de escrever acaba por me vencer
Já pensei em parar, desistir e aprender, mas que nada, não consigo evitar, muito menos resolver, sai que nem uma avalanche
Juro! O que não quero é enlouquecer.
Tenho fé um dia hei de entender.
Falo sempre muito sério,
mas dou sim são boas risadas.
Pareço até meio esquisita
quando o silêncio quebro
com minhas tolas gargalhadas
de alguma coisa lida ou simplesmente pensada.
Coisa de gente estranha
Que nada! vou acabar virando artista feliz da vida
e muito mal sei lá
ou muito bem humorada.
As rimas de fato irritam
mas como me facilitam.
Acabo descomplicando o que
estava quase filosofando.
Penso sério, escrevo torto.
Quiçá não sou letrista, muito menos roteirista.
Se já pensei no assunto,
Imagina que não
esqueceu que se não sou
tenho ao menos
na alma a pretensão.
Se não fosse a tal preguiça
escreveria uma revista
E de quadrinho em quadrinho
teria um livro inteirinho.
Brincando com as palavras
fico meio atordoada,
falo de arte, economia
sou uma nonsense assumida
consciente aborrecida
nada menos diferente.
Do que toda essa gente
Igual dum tanto
Passei a vida inteirinha
querendo ser especial.
Nessa hora descobri sou
comum de carteirinha
Uma pessoa normal.

beijos

Ana Martins disse...

Olá Selena, parabéns pelo poema magnifico que faz jus à linda e original imagem.

Beijinhos,
Ana Martins

Vieira Calado disse...

Ora...ora...

mas o ritmo é bem bom!


Bjs

Selena Sartorelo disse...

Olá Ana Martins,

Obrigada pela visita pelas palavras ao poema, mas tem razão foram feitas para essa imagem eu creio, indico a você e a todos que gostaram que visitem o blog da Cris uma artista maravilhosa. Tenho certeza que vão gostar demais.

Vieira Calado disse...

O Universo é fascinante.

O meu blog é apenas para iniciados...

E já viu a minha poesia?

Essa é mais terra a terra...


Bjs

Selena Sartorelo disse...

Olá Viera Calado, antes de aqui responder fui visitá-lo e foi que muito gostei..ora..ora se aqui o ritmo lhe agrada nem te falo como o teu assunto me fascina.
Acabei comentando me perdoe antes mesmo de ler tua postagem..mas estou voltando para tentar um pouco de tudo entender.

Seja bem vindo e obrigada pela visita.

Selena Sartorelo disse...

Olá Vieira..estou indo, não deu tempo de sair foi agora que chegou, fui , voltei e respondi enquanto lia você voltou, então resolvi escrever antes novamente de sair.
Mas quando olhar novamente lá ou cá estou.

abraços com sorrisos inevitáveis.

Selena Sartorelo disse...

Tentativa fracassada
Segurar o momento do tempo
Escrevi de qualquer jeito tentando manter o agora que se foi na outra hora.
É passado esse presente
O futuro foi agora
Com bem fala canção
Que no meio da euforia
esqueci a autoria
Hoje dei prá brincadeiras
nessas rimas sorrateiras
O tempo já se fez
faz um tempão
Um momento já passado
Isso é coisa do Calado.
Perdão pela brincadeira
Mas a escrita é prazeroza
e portanto verdadeira

angela disse...

A alma de poeta pegou você de jeito .
O post esta bonito, o desenho lindo e o poema emotivo e gostoso de ser lido.
Os outros inspirados e brinacalhões nos comentários, muito ritmados e bonitos.
beijos

M.PAUMARCH disse...

Selena, gràcies per incloure'm en la teva llista de blocs.
Aquest bloc teu és molt variat i ric. Estic comprovant, gràcies a la meva amiga de l'ànima Bia, que la gent de parla portuguesa sou poetes. Tinc un bloc. LITERATU, que potser t'agradarà. Hi pots anar a través de la galeria de pintura.

Una abraçada des de Catalunya (is not spain!!!).
M.Paumarch.

Selena Sartorelo disse...

Olá Angela...Que bom que gostou o poema...Quanto aos comentários ontem eu estava inspirada mesmo rsrsr!!!às vezes é bom brincar assim não é mesmo, acabo me envolvendo nos assuntos e quando vejo já escrevi cartas rsrsr Mas ok, gosto muito dessa parte também.

Beijos e obrigada,

Olá M.Paumarch...Que bom que esteja conhecendo nossos blogs, fico muito feliz e espero que esteja gostando ...vou ler esse que indicou.
Beijos e obrigada.

tonhOliveira disse...

Ufa!
Lí todos os comentários e as respostas...

Fiquei sem palavras, usastes todas!

Rá! Rá! Rá!

Muito bom!

Beijos!

Selena Sartorelo disse...

Olá Tonho...Obrigada, ainda não os reli, sei que usei sim algumas,preciso refrescar a memória assim começo a ficar preocupada pois hoje é um outro dia, um outro momento, sera rsrsrsr?

beijos,

LUA DE LOBOS disse...

agradecida pela tua visita e só um pequeno segredo aqui entre nós que ninguém nos ouve.. na Feira Medieval, bem no meio da floresta, havia gnomos... sim!!! não se pode é dizer que das duas uma... ou eles ficam aborrecidos ou vamos para o manicómio!!!
xi coração
maria de são pedro

Selena Sartorelo disse...

ha!ha!ha! Ainda bem que confirmou, sabia que eles estavam lá...Pode ficar sossegada esse segredo ficará bem guardado.

beijos rsrsr!!!!!!!!

ángel disse...

Bello poema.

Gracias.