quinta-feira, outubro 13, 2011

Assim...

Como é boa a sensação de pensar que por alguns minutos eu esqueci de mim. Me envolvi com lembranças que trazem sorrisos felizes, lagrimas doídas de esperança.Reencontros e despedidas. A distância medida pelo sentido. Desconstruir o abstrato, tornando a transformação um ato contínuo de evolução. Querer entender que simples pode ser mais complicado do que imagina.Percepção que flui sem premeditação. Sentir o olhar a vida pelos olhos de tantas gerações e saber que ainda do que querer, nada sei. Saber o necessário é a máxima do que se pensa ser o horizonte do ser.

6 comentários:

myra disse...

esquecer-se de si mesmo, serà facil??? e qdo se està sò, como fazer?
e qual serà nosso horizonte?
enfim tuas palavras sao profundas e nos faz pensar...
um gde beijo, amiga Selena

Ángel disse...

Mirar en la distancia, nos hace ver con otra perspectiva, más tranquilizadora, más permisiva y tolerante. Es pura evolución. La experiencia aplicada con sensatez, nos hace más felices y tal vez más libres

un abrazo

João Menéres disse...

Hoje, dia 14, tens aqui um beijo meu, SE L E N A !

Leonardo B. disse...

Um imenso, imenso abraço neste dia muito especial, Amiga Minha

Sinceros Parabéns!


LB

Luísa disse...

Beijinhos mil, SELENA!
Muitos parabéns por mais um ano!
Que os dias que virão sejam recheadinhos de doces e felizes momentos!
Luísa

Selena Sartorelo disse...

Olá Myra,

mai difícil é responder suas perguntas. Não sei...imagino por certo...ás vezes até certezas tenho. mas agora pensando nesse tempo depois que escrevi..acho que menti...não sou altruísta assim..nem por certo perto disto estou. Hoje como a muito não fazia...percebi o tempo passando...ainda mais rápido que antes. Beijos minha amiga.