quarta-feira, setembro 15, 2010

Ausência constante. Isolamento

Queria ir a padaria pela manhã e saber que lá encontraria Matisse de todos os tempos.Picasso e seus amores, Wesley que pouco sei, Garcia que pelas palavras viajei, Malfati de cores, Drummond de poemas e sabores, Pessoa preciso. e as Cecílias, Virginias e Zildas que amo...
Se preciso fosse estar num hospital que lá eu pudesse ler.
Nas noites no bar da esquina ouviria todo o tipo de som não apenas o que insisti na estação.
Na hora da reza a bailairina senti em seus movimentos o tamanho da fé.
No corredor, na entrada, chegada ou na saída, puderá não ter que o escolher nem a hora nem o lugar para arte que tanto preciso ver e reconhecer. Há qualquer momento desse tempo. A arte fora de casa e dentro de todos os olhos. Estar em qualquer lugar e o teatro a tudo parar. Eu queria estar...

15 comentários:

myra disse...

minha querida amiga, nem precisa sair de casa para encontrar arte, ela esta aqui com voce, e dentro de voce!!! basta olhar o teu blog e ler tuas palavras!
beijossssssssssssss

Selena Sartorelo disse...

Olá Myra,

(confesso que sinto um sorriso terno saindo do meu peito em direção aos meus lábios, deixando rubras as minha bochechas..Sabe um calor que não altera a razão mas desorienta a emoção..é essa a minha sensação)!!! Querida amiga..não tem ideia a vontade que tenho que isso seja verdade mas seria o ápice da vaidade que procuro estar atenta não ter.

beijos com a humildade que me cabe dizer "obrigada".

Quero só aprender e poder isso dizer.

Fatima Cristina disse...

Querida Selena!
Seu texto nos faz viajar com arte através das artes!
Você diz: "Eu queria estar..."
Conjugou o verbo erradamente, pois já está! Feche os olhos, pois o espetáculo já vai começar.
Beijos!

Ángel disse...

Bellas palabras que nos acercan más a la pasión artística, y entender que ésta se puede encontrar en las cosas cotidianas.
Un abrazo

Selena Sartorelo disse...

Olá Fátima,

Ha!ha!ha, você tem toda razão, sou privilegiada sim, pois convivo num meio muito especial, onde meus amigos tem na vida a arte natural. Quero sim é que isso se amplie.

Beijos,

Olá Àngel,

Encontro-as sim. Certamente reconheço e aprecio a arte que cerca o meu dia a dia ...o que eu queria era saber que essa atinge os olhos da maioria.

beijos e obrigada

João Menéres disse...

Que texto lindo, SELENA!

Que saudades de te ter no ninho do meu grifo...

BeiJOÃO

Djabal disse...

E você está sempre nesta companhia, depois de viajar nas palavras, em prosa e verso, na cor e na forma, em qualquer lugar, padaria ou hospital, a arte despontará, aparecerá por detrás dos seus ouvidos, murmurando beleza, ou detrás dos olhos, apontando para cores que pareciam escondidas. E seu sorriso denunciará tudo isso.
De fato, a melhor companheira sempre faz isso.
Parabéns.

Luísa disse...

Há uma ARTE que está no SER!
E essa arte, não se busca, mostra-se! É o que faz a querida SELENA, nesta avalanche de palavras postas com conhecimento, engenho e ARTE!
Beijinho terno

Selena Sartorelo disse...

Olá João,

Obrigada meu amigo. Estive ontem no grifo mas fiquei tão impressionada com teus infinitos reflexos que me calei. Mas minha menti não mente o que senti e já me alertou que de lá eu nunca sairei.

beijos meu amigo João.

Olá Djabal,

Grata pelas palavras e pela poesia.

Beijos,

Olá Luísa,

Minha querida amiga, fico sem graça com tantos elogios. Obrigada por todo seu carinho e atenção.

beijos

expressodalinha disse...

Basta parar. A arte está em qualquer lugar. Coisa negativa é pensar que só esses são arte. Há mais muito mais. Todos os dias há mais. Artistas que somos. Artista que você é.

Luísa disse...

Beijinho com saudades de conversas no mesmo patamar!

expressodalinha disse...

Você é arte em estado puro,então com essa gente por perto, nem imagino... Beijos.

Selena Sartorelo disse...

Olá Jorge,

Seis vezes sim e um não. No total sete vezes então.

beijos

Olá Luisa,

Está em casa Luísa.Diga o que sentir.

Beijos

Olá Jorge,

Teu senso de humor é muito bom rsrsr!!

beijos

jugioli disse...

estava com saudades de ler coisas boas, como as suas....

bjs

Selena Sartorelo disse...

Saudades também Ju. Obrigada pelas palavras e pela tão rara mas tão bem vinda visita.

beijos