sábado, março 13, 2010

VERTENTE

foto: Carla Tavarez


Pensar na vida e pensar no que sou e no que deixo de ser, no que faço ou deixo de fazer, no que quero ou deixo de querer, no que gosto ou deixo de gostar. Pensar na vida com a morte tão perto não apavora por certo, apenas faz perceber o agora e o poder que esse momento tem para quando não si tem pressa de ir embora.

15 comentários:

Nanda disse...

maravilhoso!

carla disse...

eu sou sua fã!

expressodalinha disse...

Eu não tenho pressa alguma de ir embora. Por mim ficava aqui. Está tudo tão calmo...

Selena Sartorelo disse...

Olá Nanda,

Obrigada por nós.

beijos,

Olá Carla,

Carla é você? Não consigo acessar seu blog e tuas fotos merecem um lugar especial prá ficar, não faz a tímida heim !!!beijos querida amiga.

Olá Jorge,
KKKKK!!!!!!!!
Super calmo, não sei nem porque dizem o contrário.

beijos

myra disse...

melhor nao pensar e VIVER!!!!
beijosssssssssss

Fatima Cristina disse...

Oi Selena!

Vê se vai arranjar uma dor de cabeça de tanto pensar na vida, hein!

Quanto a não ter pressa de ir embora... infelizmente, tenho que lhe lembrar que esta hora não conseguimos marcar. O dia certo virá, sem dúvida, pode ser hoje ou daqui há 20 anos (OBA!). Por isso, o presente momento é tão importante. E mesmo assim, as vezes o desprezamos, achando que será eterno!

Beijos e aproveite o seu hoje ainda hoje!

Selena Sartorelo disse...

Olá Myra,

Sou meio pré histórica, não acredito que seja possível existir uma vida sem o pensamento.

beijos e obriga.

p.s. obrigada pela imagem, mas estou com dificuldades aqui no noteebook.

Olá Fatima,

Ficou muito bem nessa foto sem chapéu também.
Ha!ha!Acho delicioso o exercício de pensar e devo ser meio esquisita que tenho dor de cabeça se não o faço rsrsr!!!
Quando digo que não tenho pressa, falo de perceber exatamente o hoje que vivo...não vivo um momento desejando outro, ou revivendo o que passou, gosto de lembranças, faço planos futuros também, mas não vivo em função disso, como bem disse não sabemos o dia, então procuro ser sincera comigo a cada minuto do meu dia. E tentar perceber as vezes que conscientemente tenho que fazer o que é preciso e não o que gosto.

Beijos

Luísa disse...

Vale sempre a pena reflectir!
E se podermos dividir a nossa reflexão com os outrsom tanto melhor!Assim aprendo a crescer contigo e com as tuas reflexões!
Beijinho terno!

calata disse...

precioso texto para una magnífica imagen, saludos

Sr do Vale disse...

Selena, vamos aproveitar e ficar mais um bocadinho em um banco, igual a este, sem pressa.

abraços

karla disse...

Sê!!!!
Te amo!
Que saudade...
eu e Dani estamos muito felizes mesmo!
Te
amo.
Ká.

Hellag disse...

obrigada, não resisti, sentei-me a contemplar...magnifica :)

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Adentro nessa possibilidade!
Bárbaro.

myra disse...

oi, Selena, tem-se esquecido de mim?:)))
beijos e bom fim de semana,

Lunna disse...

Quero um banco desses aqui no meu jardim, a grama foi cortada essa semana e parece convidar a gente o tempo para ficar lá, sob a sombra da jabuticabeira pensando nas coisas que temos e que ainda iremos ter.
Beijos carissima

Ps. Saudades de ti, viu?