quarta-feira, julho 15, 2009

NECESSÁRIO!

TERTÚLIA: IMAGEM: JU GIOLI


Procurava palavras que traduzissem meus sentimentos nesse momento...
Selena Sartorelo

Despedida de


Por mim, e por vós,
e por mais aquilo
que está onde as outras coisas nunca estão
deixo o mar bravo e o céu tranqüilo:quero solidão.
Meu caminho é sem marcos nem paisagens.
E como o conheces ? – me perguntarão.
- Por não Ter palavras, por não ter imagens.
Nenhum inimigo e nenhum irmão.
Que procuras ? Tudo. Que desejas ? – Nada.
Viajo sozinha com o meu coração.
Não ando perdida, mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão.
A memória voou da minha fronte.
Voou meu amor, minha imaginação…Talvez eu morra antes do horizonte.
Memória, amor e o resto onde estarão?
Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra.
(Beijo-te, corpo meu, todo desilusão !Estandarte triste de uma estranha guerra…)
Quero solidão.

14 comentários:

Laguardia disse...

PASSEATA VIRTUAL #FORASARNEY
Quarta-feira, dia 15, das 15h às 16h horas.

Local: Na internet.

Ponto de partida: Seu computador, telefone celular, PDA, qualquer aparelho que possa enviar uma mensagem de e-mail, SMS, Twitter, etc

Ponto de chegada: Congresso Nacional

Sarney: sarney@senador.gov.br

Senadores: e-mails aqui ou aqui para enviar a todos os senadores

Como vai funcionar: Na quarta-feira no intervalo das 15h às 16h horas, você que tem um blog, site, Twitter, celular, etc, deverá estampar um “banner” ou selo com a mensagem “#forasarney” e enviar o máximo de mensagens ao Senado.

Clique e envie e-mail aos senadores!
As informações fora repassadas para este Blog pela atuante Gusta do Reaja Brasil.
Valeu, Gusta
----------------------
Maiores informações,
aqui. Blog #forasarney .

Kovacs disse...

Segue um contraponto literário para este poema que é tão triste:

"A tristeza absoluta é tão impossível quanto a alegria completa.”

Leon Tolstoi (1828 - 1910) - Guerra e Paz

Mírian Mondon disse...

Selena!!!
Fiquei super feliz com sua visita e comentário de ontem (e de hoje tambem) Ontem mesmo passei para retribuir mas não consegui abrir a caixa de comentário.
Mas pude ler e admirar seu blog onde pode ter certeza voltarei com frequencia.

Parabens por essa bela junção de imagem e poesia. Belissimo texto da nossa Cecilia, que mostra bem a delicadeza e sensibilidade do seu coração!

Beijos e que esse seja apenas o começo de muitas outras aventuras virtuais :)

Já sua fã,
Mírian

peri s.c. disse...

Oops, finésima postagem, Selena, gostei muito.
bjs

Eduardo P.L disse...

Selena,

repito o que disse o Peri. Linda opostagem. Cheia de interatividade! Parabéns. Entendi TUDO. Muito obrigado por ter participado mais uma vez, e principalmente, desta derradeira! A Jugioli que esta na Italia ficará feliz de ter sido lembrada!

Bjs

ellen disse...

Selena,
sua postagem é cheia de criatividade. Tema livre origina imaginação! Parabéns.

Beijinho

tonhOliveira disse...

Não ando perdida, mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão.
A memória voou da minha fronte.
Voou meu amor, minha imaginação…Talvez eu morra antes do horizonte.
Memória, amor e o resto onde estarão?

.............................................................

Muitas vezes encontro-me assim...

Triste, mas uma constatação linda!

Parabéns Selena, linda postagem.

Beijos!

Selena Sartorelo disse...

Agradeço muito a todos, mas estamos hoje de novo escrevendo sobre as muitas maneiras de sentir e entendeu um mesmo sentimento..pena que não é ficção dessa vez é saudade mesmo que sentiremos. Mas que seja, empre digo ou li talvez que só sentimos saudades daquilo que gostamos então que seja!!!!!!!!!

beijosssssssssss,

Conceição Duarte disse...

Selena, querida!
Fiquei feliz com sua passada no blog.

Lindo seu post, os dizeres...
Vamos viver a vida, porque ela é bela!

Nossos blogs estão aqui, porque temos amigos, e novidades mil estão por vir!

Muito beijos,

CON
ON
N

Maria Augusta disse...

Selena, as Tertúlias nos permitiram de unir nossas solidões (pois blogar é uma atividade solitária em relação às pessoas em torno de nós) e fazer uma grande roda de amigos...cuja presença nos traz energia que irradiamos no nosso mundo real. Lindo este teu post, como sempre tua sensibilidade nos ilumina.
Um grande beijo.

Nanda Botelho disse...

Bonita despedida vc fez!
Como disse um amigo tertuliano, é difícil transformar pedra em poesia. Tristeza em beleza, despedida em leveza!

Obrigada pela visita!Gostei muito do seu comentário, foi daquele jeito que me senti quando terminei de montar minha participação. Então senti que nos encontramos naquele lugar!!

Bjão!

Dulcineia (Lília) disse...

Selena,

Srª sensível e ponderada.
Olha, bendita a hora em que me falaste nas cadeiras! Como é bom partilhar planos! Então, onde sentava eu os idosos de que tanto gosto? Obrigada!
Diz-me: posso levá-las todas? é que são mesmo o meu estilo! leves, coloridas e com as cores do arco-íris - basta substituir o rosa por Índigo. Até parece que conspirou comigo, rs Porque seriam mesmo as cadeiras que escolheria. E olha que estou a falar a sério.
Sabes? digo coisas muito sérias a rir e ninguém acredita. E brinco , prego partidas muito séria e todos caem, rsrs

Mas ouve lá, quem viaja com o coração JAMAIS viaja sózinha. E olha que sei do que falo. Quanto ao caminho, já concordo mais. Não tem imagens, palavras, marcos. É o AMOR!Que brota, sábio, do coração. Decidido, sem hesitações!

E , é com Amor que te deixo. No amor.
Carinho
Lília

Dulcineia (Lília) disse...

Selena,
Esqueci de dizer. Meu sentido de humor é autêntico. Aprendido com a vida. Acredita: o Universo passa a vida a rir. A vida pode não ser como queremos mas, na sua globalidade, ela é perfeita. Vemos um egocêntrico tornar-se altruísta. Um duro vira amoroso. Por isso, o Universo, Deus, como quiseres, passam o tempo a rir. Porque entende a piada.
Sorrisos travessos
mas carinhosos
Lília

Selena Sartorelo disse...

Lília (Dulcineia)...rsrsr

Tuas palavras são profundas em compreensão e vivência....obrigada por tê-las para oferecer assim com tanta inteligência e descomplicação.

As cadeiras são todas suas, são nossas sempre.

Teu humor há muito é percebido, mesmo quando é séria ou vice-versa.
Acho que essa peculiaridade é de poucos...e vc a tem com muito bem!

obrigada de novo.

beijos