quinta-feira, março 19, 2009

EU TE AMO!


Preciso da tua permissão.
Desde quando quer minha submissão?
Pra quê?
Questiona meus egos pois não conseguistes soltar teus cabrestos.
Quer o meu limite?
"Foda-se."
Quer que eu diga tuas palavras.
Mas odeia que revelo teu sentimento.
Pois saiba, tenho meu próprio pensamento.
Baixa tua guarda.
Sou mulher!
Sou um ser!
Sou possível de ter.
Mas quase impossível de entender.
Não vou te agradar!
Vou me agradar!
Mas só consigo isso,
fazendo-o sentir
que eu te amo.

Minhas mãos tocam meu corpo num desesperado gesto de saudade.
Não há pudor em minhas carícias, mas é proibido se penso em você.
Não posso!.Não posso! Sinto meu sexo correr pelas minhas veias, sinto teu cheiro invadir minha pele, quero-te em minhas teias, e que confunda meus sentidos em cada beijo pedido.
Não me tomes por beata, nem por puta, sou apenas mulher.

9 comentários:

Carlos Tronco disse...

Ja conheci alguém assim. Excelente o texto que aqui publicas.
carlos

Fernanda disse...

...mulher...
não há como saber, sem se permitir ser...
você sempre me põe a pensar...
... que mulher melhor eu seria...
do fruto... amiga... só se sabe o gosto... quando entregamos a carne à saliva!!
Parabéns... sempre me emociona o que leio aqui!!
Uma bjk
Fernanda

Adolfo Payés disse...

WOW bellos tus versos, me has dejado en presencia de tu poema sin palabras, esta bellisimo..

saludos fraternos

un abrazo con mucho cariño

besos

Anônimo disse...

Na imagem grande do universo(imagem magnífica) em seu blog falta a lua galêsa...

Günther.

Selena Sartorelo disse...

Olá Günther, se olhar direitinho vai ver que não falta não rsrsr!!!
Olá na verdade mus layouts não ficam muito tempo e já tive muitos aqui e bem variados em luas.
Mas obrigada pela sugestão, já está mesmo na hora de mudar um pouco...quem sabe.

Olá Adolfo,

saludos fraternos,

Fico muito feliz que tenha gostado, obrigada.

Oi Tronco!
E espero que ainda conheça mais e mais, pessoas diversas em suas características, mundos singulares não acha?

Olá Fernada,

Já sentia sua falta, que bom que te faço pensar, mas prefiro que sinta, não que pensar seja mais fácil né? KKKKKKKK


Beijos, queridos amigos,

Selena

Sr do Vale disse...

Uma Frida remendada por dentro, uma mulher que renega a submissão, e se ancora na sensibilidade.

abraços.

Senhora Loirinha Má disse...

Selena.
Sinceramente?
Esse eu queria ter escrito.
D+++

Selena Sartorelo disse...

Olá Sr. do Vale, é sempre bom vê-lo por aqui.
Tem razão meu amigo. São mulheres diferentemente possíveis.

beijossssss,

Olá menina! Claro que sim! Se ler minha mensagem no ínicio dessa caixa verá que a única coisa que peço é que seja sincera.É uma alegria enorme escrever alguma coisa e ouvir alguém dizer isso que disse agora, obrigada.
Considere-as tua pois a presenteada fui eu.

Beijos,

Andre Martin disse...

NOSSA! Que profundo! Que belo! Que inspirado! Que sensual! Que direto e derramado!

Também poderia ser traduzido numa outra palavra: SAUDADE! Foi o que me veio à mente ao ler este poema.

Muito bom, gostei mesmo!